FLAMENGO É O TIME QUE MAIS INVESTE EM CATEGORIA DE BASE NO BRASIL

A Copa São Paulo de Futebol Júnior, conhecida como Copinha, é a principal competição das categorias de base do Brasil, reunindo clubes de todo o país e jovens talentos em busca do estrelato. O investimento milionário dos clubes é crucial para impulsionar seus talentos a patamares mais altos.

Nos últimos cinco anos, Flamengo e Palmeiras se destacaram no futebol brasileiro, sendo que ambos estão entre os que mais investem financeiramente em suas categorias de base, desembolsando um total de R$ 311 milhões. Este relatório foi elaborado pelo economista César Grafietti e apresenta um panorama das finanças do futebol brasileiro.

O Flamengo é o clube que mais investe em suas categorias de base, desembolsando R$ 184 milhões nos últimos anos. Esse investimento resultou na revelação de talentos como Victor Hugo, Matheus Gonçalves e João Gomes, além de inúmeros títulos profissionais, incluindo duas conquistas da Libertadores (2019 e 2022), totalizando dez títulos entre nacionais, internacionais e estaduais de 2019 a 2023.

“Os clubes brasileiros destinaram 71% de seus investimentos ao elenco profissional, 16% nas categorias de base e 13% em infraestrutura. Isso se explica pelo fato de que no final do dia, o grande objetivo de um clube de futebol é desempenhar bem no profissional, caso contrário o impacto financeiro é tamanho que vai faltar recurso para poder investir em base”, aponta Marco Sirangelo, Head de Projetos da Outfield.

Além do Flamengo, Grêmio, São Paulo, Palmeiras e Internacional completam o top 5 dos clubes que mais despendem para promover seu futebol nos juvenis. O time alviverde, inclusive, sente essa mudança além do futebol profissional: na Copinha, apesar de ter sido eliminado pelo surpreendente Aster nas oitavas de final desta temporada, conquistou o bicampeonato em 2022 e 2023. Antes desses anos, o clube nunca havia conquistado a competição. Também revelou Endrick, maior venda da história do clube.