JORNAL ESPANHOL CONFIRMA CONVERSAS ENTRE THIAGO ALCÂNTARA E FLAMENGO

Na Europa em busca de reforços para o Flamengo, Marcos Braz e Bruno Spindel vão se reunir com o meia Thiago Alcântara. O Marca, um dos principais jornais esportivos da Espanha, tratou um negócio como uma “bomba” do mercado e afirmou que os dirigentes rubro-negros irão viajar a Liverpool em breve para apresentar proposta ao atleta, que é um grande sonho da torcida.

“A bomba do mercado de inverno Agentes do Flamengo viajam até Liverpool para negociar a contratação de Thiago Alcântara”. No Brasil, o jornalista João Guilherme, da Paramount, informou nesta sexta-feira (21) que os dirigentes do Fla iriam à Inglaterra tentar a contratação. Agora, portais europeus também falam sobre o negócio.

Thiago está em reta final de seu contrato com o Liverpool e não deve renovar. O meio-campista de 33 anos sofreu uma grave lesão no quadril e não entra em campo desde o dia 26 de maio de 2023. Ou seja, está prestes a completar oito meses sem jogar. Há expectativa de um retorno em breve, mas o time inglês não confirma datas.

Assim como fizeram com jogadores como Filipe Luís e Rafinha, Marcos Braz e Spindel devem manifestar o interesse do Flamengo e entender se Thiago tem o desejo de retornar ao futebol brasileiro. Filho do ex-jogador Mazinho, ele tem nacionalidade espanhola e saiu cedo da base do Fla para jogar na Europa. Com contrato até junho deste ano, Alcântara está livre para assinar um pré-contrato.

No entanto, apesar do histórico de lesões, Thiago Alcântara ainda tem mercado no futebol europeu. Além do Liverpool, ele atuou por Barcelona e Bayern de Munique e tem um grande currículo no Velho Continente. Assim, o Fla terá dificuldade para concorrer financeiramente e precisará convencer o atleta que atuar no Brasil pode ser o melhor para sua carreira neste momento.

Thiago Alcântara é torcedor do Flamengo

Desejo do torcedor do Flamengo, Thiago Alcântara é torcedor rubro-negro. Em entrevista à TNT Sports da Inglaterra, o meia contou que torcia para Vasco, equipe que seu pai jogou, mas que trocou de time após o histórico gol de Petkovic na final do Carioca de 2001. Foi a terceira consecutiva entre os rivais e representou o tricampeonato estadual do Flamengo.

“Eu tenho grandes memórias com essa camisa (Flamengo 2001). Na época, eu estava na casa do Rodrigo, jogador do Leeds, e estávamos assistindo à final entre Flamengo e Vasco. Meu pai cresceu jogando no Vasco, e o pai do Rodrigo foi jogador do Flamengo. E naquela época nós éramos torcedores do Vasco”, disse, antes de completar:.

“Nós estávamos em uma casa em que todos da família eram flamenguistas. O Petkovic, jogador rubro-negro, marcou um gol maravilhoso de falta, e naquele dia todos nós nos tornamos flamenguistas. Então a gente fala que traímos meu pai naquele dia, nós éramos bem jovens e já amávamos futebol.”